menu close menu

Blog

Férias ou lua-de-mel em Paris

Abrimos um sorriso sempre que “nossos noivinhos”, que é como chamamos os clientes, contam que a lua-de-mel será em Paris. Sonhar com Paris é o melhor dos clichês para quem gosta de viajar. Ir pra lá, e sentir o que é aquele lugar, é uma das grandes experiências da vida. Os jardins, os cafés, os palácios, os pães, a arte, as praças, o vinho, a torre, as pontes, os doces, os museus, a arquitetura. Como amamos Paris!

paris

 

Onde ficar

Paris é dividida em 20 distritos, chamados de  arrondissements. Há hotéis em todos eles, de todos os níveis. A maioria dos turistas se hospeda em um dos 8 primeiros distritos, para ficar perto de atrações como o  museu do Louvre, a torre Eiffel e a avenida Champs-Elysées.

Mas nós trocamos a localização central para ficar em Montmartre, o “nosso bairro” em Paris, lá no 18º  arrondissement. A razão? Além de ser o lugar dos artistas, da impressionante basílica Sacré Coeur e do histórico Moulin Rouge, há muito o que fazer à noite por lá. Mesmo depois das 22hs, quando a maior parte da cidade está num marasmo só, os bares e restaurantes de Montmartre seguem bombando!

Assim, passeamos durante o dia todo por outros pontos da cidade (de metrô, em no máximo uns 30 minutos chega-se a qualquer parte de Paris) e à noite podemos jantar e relaxar a alguns passos do hotel.

Ah, Montmartre é o bairro que aparece no filme da Amélie Poulin (lembra?). E o café 2 Moulins, onde ela trabalha, existe mesmo e fica na Lepic, uma rua cheia de opções gastronômicas. Inclusive foi nessa rua que nos hospedamos.

mont

Passeios

É sua primeira vez na cidade? Então faça sem medo os roteiros básicos, assim aos poucos você vai descobrindo o que mais te agrada em Paris.

Suba na torre, percorra a Champs-Elysées do Arco do Triunfo até o Jardin des Tuileries, passeie de barco pelo Sena. Aproveite para caminhar entre as belas pontes do rio, em especial a Pont des Arts, que se destaca pelos diversos cadeados. Diz a lenda que o amor eterno está garantido aos casais que prendem um cadeado por lá com seus nomes e depois jogam a chave no rio. Por que duvidar?

Só não se esqueça de reservar um tempo para andar sem rumo, afinal Paris é incrível e cheia de boas surpresas a cada quarteirão.

passeios

Um bate-volta incrível é pegar o trem com destino a pequena Versailles, pra visitar o Château de Versailles, castelo que foi residência do Rei Luís XIV e de sua mulher Maria Antonieta. O interior do palácio é belíssimo, mas com certeza os jardins são o grande destaque do local.

palacio

 

Museus

Casa da Mona Lisa, da Vênus de Milo, o Louvre é daqueles museus em que um dia pode ser pouco para quem quer visitar com muita calma. O ideal para quem não tem todo esse tempo é fazer uma pré-seleção do que deseja ver. Nós escolhemos observar as pinturas europeias, a galeria de antiguidades gregas e a espetacular coleção egípcia,  uma das mais impressionantes do museu.

Além das obras, outro atrativo do Louvre é o próprio Louvre, um palácio belíssimo.

Para ver grandes obras da pintura ocidental, de artistas como Monet, Degas e Renoir, o endereço é o Museu d’Orsay, instalado no prédio de uma antiga estação de trem.

Arte moderna e contemporânea podem ser vistas no Centro Georges Pompidou, cuja arquitetura destoa de tudo o que há na capital francesa.

Além deles, há em Paris uma série de pequenos museus e galerias de arte, muitos dedicados a um assunto específico, como o Museu do Vinho e a casa-museu do escritor Balzac.

museus

 

Igrejas

A basílica do Sacre-Couer, lá no topo da colina de Montmartre é uma das igrejas mais lindas que já vimos na vida. E a vista de lá também é incrível.

Outra visita imperdível e à catedral de Notre Dame, uma das maiores obras-primas da arquitetura gótica.

Se der sorte, pode ver por lá algum ensaio fotográfico de casamento.

igrejas

 

 Comidinhas

As refeições em Paris são um capítulo à parte. Não é pra menos: muitas técnicas culinárias que a gente conhece e utiliza hoje surgiram na França.

A alta gastronomia está lá para quem pode se dar ao luxo de gastar boas dezenas de euros. Mas no dia a dia é possível comer bem gastando muito menos. Quase todos os restaurantes oferecem menus, chamados de formules (leia forrmile), com entrada, prato principal e sobremesa ou bebida a preço fixo. Melhor: por lei, são obrigados a colocar o cardápio na porta, assim é só escolher o que mais lhe agrada. Quer uma dica? Nas noites frias, comece sempre pela sopa de cebola. Se for caseira, é divina!

Os franceses acompanham suas refeições com vinho. Sempre. Mesmo no almoço em dias de trabalho. Por que não fazer como eles? Pode pedir o vinho da casa, que não custa caro e, quase sempre, é de ótima qualidade. Em muitos casos faz parte do menu promocional.

E nos momentos em que a ideia é matar a fome sem perder muito tempo, é só escolher um crepe. Por todos os cantos tem um melhor que o outro, sempre preparados na hora.

Só guarde um tempinho (e um espaço no estômago!) para a sobremesa. Afinal, todos os doces, as tortas, os chocolates e os macarons – principalmente os da Ladurée – são inesquecíveis e valem cada caloria!

comidas

Se você ainda tem dúvidas se Paris é o destino ideal para a lua-de-mel ou para as próximas férias, tente assistir (ou rever) pelo menos dois desses três filmes: Meia-noite em Paris, O Fabuloso Destino de Amélie Poulin e Paris, eu te amo. Depois disso, provavelmente você não vai mais pesquisar passagens para outro destino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>